sábado, 8 de abril de 2017

MORO VAI PARA O TUDO OU NADA CONTRA LULA

No xadrez tosco de Sérgio Moro, uma das cabeças da hidra do golpe de Estado que devasta o Brasil, restam apenas mais dois movimentos, nesta ordem: 1º. prender Lula sem condenação ; 2º. condená-lo sem provas. Não se iludam, o calendário eleitoral exige que ele faça esses dois movimentos já.

O Hitler da clandestina República de Curitiba, aflito em não desaparecer das primeiras páginas do jornais da grande imprensa e dos noticiários da rede Globo, deu publicidade a um roteiro do qual agora virou refém: declarou inúmeras vezes que seu objetivo é prender e condenar Lula e marcou uma data para o início de sua ofensiva final: 3 de maio de 2017.

Essa data não é aleatória: deriva da necessidade de eliminar Lula da disputa eleitoral de 2018, o que tem de ser feito obrigatoriamente neste ano de 2017, de preferência no primeiro semestre, para garantir condenação de Lula em segunda instância antes de disparado o prazo legal que garante a candidatura do ex-presidente.
O próprio Sergio Moro declarou diversas vezes que sem apoio da manada fascista que a rede Globo mobiliza ele não terá força política de fazer o que deseja com compulsão de monomaníaco, uma vez que a Constituição ele rasgou há tempos: linchar Lula para deleite dessa mesma manada fascista. Porém...

Antes das manifestações de extrema direita do dia 26 de março passado, o suposto juiz (nas palavras do jurista Bandeira de Mello) gravou um vídeo, como sempre faz, para ser usado como convocatória dessas ações dos camisas amarelas. Quem assistiu a esses vídeos, extraiu dali a seguinte mensagem: "Não me deixem só".

O fiasco dessas manifestações foi completo e, mesmo onde os poucos gatos pingados dispostos a se exporem ao ridículo compareceram, a figura de Sérgio Moro sequer ficou em destaque, perdida em meio a discursos confusos, plaquinhas com erros de português e bizarros apelos por "intervenção militar já". O efeito de seu vídeo foi o mesmo conquistado por Collor quando de seu processo de impeachment: seus partidários viraram-lhe as costas.

Assim, o pior dos mundos está se formando no horizonte de Sérgio Moro: sua "popularidade" cevada pela mídia golpista, entra em melancólica maré vazante, enquanto a do presidente Lula, depois da transposição do São Francisco, avança em irresistível maré cheia, que tem tudo para se tornar um tsunami a varrer o país a partir dia 3 de maio. Por isso não resta outra alternativa ao Hitler de Curitiba a não ser partir para o tudo ou nada, mesmo antes de 3 de maio, se vir oportunidade.

Jeosafá, professor, foi da equipe do 1o, ENEM, em 1998, e membro da banca de redação desse Exame em anos posteriores. Compôs também bancas de correção das redações da FUVEST nas décadas de 1990 e 2000. Foi consultor da Fundação Carlos Vanzolini da USP, na área de Currículo e nos programas Apoio ao Saber e Leituras do Professor da Secretaria de Educação de São Paulo. É escritor e professor Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria);  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora; no mesmo ano publicou A lenda do belo Pecopin e da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela editora Mercuryo Jovem. Leciona atualmente para a Educação Básica e para o Ensino Superior privados.

http://www.lojanovaalexandria.com.br/catalogsearch/result/?q=era+uma+vez+no+meu+bairro

4 comentários:

  1. Caro Jeosafá, embora não possa citar a fonte, posso relatar um pouco da conversa que tive com um juiz federal muito inserido na questão acima e que conhece Moro e toda uma turma que quer condenar Lula.
    Ele me garantiu que Moro vai condenar Lula em primeira instância mesmo sem provas.
    Na segunda instância já há um pessoal preparado para que o rito seja sumário, muito rápido, a tempo de prender Lula antes de 2018.
    Só há uma chance disso não acontecer.
    Precisamos nos deslocar em caravanas para Curitiba em 3 de maio.
    Se houver muitos milhares de pessoas próximo ao forum de Curitiba, Moro dificilmente condenará Lula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Fernando, você está coberto de razão. Só o povo disposto a tudo interrompe essa escalada fascista. Os advogados de defesa de Lula são tão reféns quanto ele.

      Excluir
  2. Se moro condenar Lula sem provas a cobra com certeza vai fumar agora o ponto de interrogação que fica na cabeça é que tipo de argumento ele terá pra concluí esse veredicto, diante da defesa que já passou os resultados das audiências a todo o comando do partido e também a população as testemunhas inocentaram até mesmo o moro ta sabendo disso
    É um momento muito difícil pós até mesmo Lula ja se declarou não aceita uma condenação sem a justificativa uma coisa deve acontecer o povo vai gritar por justiça e se a voz do povo é a voz de Deus a justiça será feita a Repúbliqueta do mau será invadida por uma grande multidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Francisco, infelizmente Moro não atua mais no campo da justiça, portanto não necessita de motivo para condenar e prender Lula. Precisa de uma narrativa para a imprensa vender para a população e uma oportunidade. Só o povo disposto a tudo pode reverter essa situação.

      Excluir