quarta-feira, 15 de março de 2017

PODE SER A GOTA D'AGUA QUE FALTAVA E QUE NÃO FALTA MAIS

A ousadia de Temer e Aécio Neves em promover um golpe de Estado (a partir da massa podre do PMDB e dos tucanos), que colocou no poder uma escória política da pior espécie, pode estar com os dias contados: a tentativa de acabar com a aposentadoria dos trabalhadores é a gota d'água que transbordou a paciência do povo. O governo Temer-tucano pôs seu primeiro pé no caixão hoje, 15 de março de 2017.

As imensas mobilizações e protestos que ocorrem por todo o Brasil hoje dão o sinal de que a paciência do brasileiro com Temer, Aécio, Moro, Janot e STF transbordou. O dique foi rompido não por uma razão claramente política, mas por uma questão econômica que atinge a todos os trabalhadores: o direito de se aposentar em tempo adequado e com dignidade.
Foto: Portal Brasil 24/7
Para garantir os salários e aposentadorias de 30, 40, 80 e mais de 100 mil reais de juízes e políticos, o governo golpista enviou para o Congresso um projeto de emenda constitucional (PEC 287/2016) de reforma previdenciária que manda a conta da farra desses marajás para o povo pobre, que literalmente não se aposentará para custeá-los eternamente.

Grande parte da população já entende que o golpe contra Dilma não foi exatamente para sanear da política os corruptos, mas para, ao contrário, colocá-los no poder de maneira a que saqueiem na fonte o Estado brasileiro e os direitos dos trabalhadores, em favor de uma burguesia imoral e corrupta até a medula. O governo Temer-tucano pôs seu primeiro pé no caixão hoje, 15 de março de 2017.


Jeosafá, professor, foi da equipe do 1o, ENEM, em 1998, e membro da banca de redação desse Exame em anos posteriores. Compôs também bancas de correção das redações da FUVEST nas décadas de 1990 e 2000. Foi consultor da Fundação Carlos Vanzolini da USP, na área de Currículo e nos programas Apoio ao Saber e Leituras do Professor da Secretaria de Educação de São Paulo. É escritor e professor Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria);  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora; no mesmo ano publicou A lenda do belo Pecopin da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela editora Mercuryo Jovem. Leciona atualmente para a Educação Básica e para o Ensino Superior privados.



Um comentário:

  1. Essa é a hora! Se não formos agora às ruas exigindo DIRETAS JÁ! Estaremos perdendo a melhor oportunidade para virar o jogo. É sabido, que a leniência e o comodismo do povo , foi que nos trouxe ao momento infernal que estamos vivendo. Agora, no presente momento os ânimos estão acirrados, as pessoas que não sabiam para onde o país está indo tomou conhecimento e o povo está no seu momento de revolta, caso não se tomemos esse sentimento para pleitearmos DIRETAS JÁ! Teremos perdido novamente uma maravilhosa oportunidade para mostrar que nós somos povo e para nós que eles devem legislar ,e sabemos isso não ocorre com relação aos nossos algozes, que se aproveitam de qualquer piscadela para nos prejudicar. Falam em GREVE geral em 29/04/17 ,haveria momento melhor para se lançar uma grande movimentação pró DIRETAS JÁ? Não acredito! Esse é o momento! Até porque , enquanto eles esperam eleições para 2018 ( a continuar como está não acontecerá) a antecipação das eleições prejudicaria toda e qualquer linha diretriz de desmonte do estado. Eles precisariam salvar as suas peles a qualquer custo! Tenho certeza ,seria um ataque profundo que tiraria da zona de conforto todos que lá estão legislando em causa própria esquecendo de nós que os colocamos lá. Vamos parar de sonhar com a volta da presidente Dilma! Vamos esquecer Lula 2018! Que seja Lula 2017! Esperar o quê? Que eles nos tirem o direito do voto? Nada disso! A greve marcada para abril, foi negociada lá em Brasília, e qualquer negociata feita longe dos olhos do povo cheira mal. Portanto, eles estão falando em ...não sei se greve ou paralização. Se for greve é um tiro no pé desses sindicalistas nos quais confio pouco. Mas caso seja paralização , devemos ir às ruas com cartazes exigindo DIRETAS JÁ! Será o que esses sindicalistas que sentaram-se nas mesas dos corruptos deram em troca? Que greve é essa feita dentro da ratoeira? Rato é Rato e Gato é Gato .Estou muito desconfiada. DIRETAS JÁ! É agora ou choraremos muitos anos pedindo eleições diretas.
    Curtir · Responder · Agora mesmo

    ResponderExcluir