quarta-feira, 1 de março de 2017

FALE A PALAVRA MÁGICA E NÓS TE LIVRAMOS DA CADEIA

Os depoimentos de Marcelo Odebrecht trazem na raiz a marca do vício. Para os golpistas que se espalharam como metástase pelo poder Judiciário, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, não interessa a verdade: interessa eliminar do jogo a peça principal: Lula.

O depoimento de Marcelo Odebrecht hoje ao Tribunal Superior Eleitoral pode remover de uma vez o estorvo em que se tornou Michel Temer e depositar o país candidamente no ninho tucano. Movido pelo PSDB, o processo pode cassar Michel Temer e Dilma Rousseff de uma só vez. Com isso, o caminho para pôr no trono um tucano sem voto está aberto.

Não por acaso a rede Globo resolveu apressar a remoção de Temer: os Marinho já se sentem seguros para comandar a transição de poder para o campo que desde o início do golpe tinham em vista. Sim, pois desde as manifestações insufladas pelo jornalismo de fancaria do Jornal Nacional ficara claro que o mandato do mordomo de filme de horror tratava-se de um estorvo transitório a ser removido o mais rápido possível.

Os mais ingênuos acreditam que a falência do governo Temer tem como consequência natural o retorno à democracia. Ledo engano. Com o Judiciário agora no comando do golpe, não resta ao Congresso Nacional outro papel que o de coadjuvante, a assistir de camarote Moro, Rodrigo Janot e ministros acovardados, mas ladinos, do STF a moldarem a face mais definitiva desse monstrengo tucano.

Sem mobilizações populares portentosas e dispostas a tudo pela democracia, também o povo assistirá da geral o Judiciário corrompido parir o carrasco que o torturará seguramente anos a fio. Para o povo, é rua ou rua. Ou... o olho da rua.

Jeosafá, professor, foi da equipe do 1o, ENEM, em 1998, e membro da banca de redação desse Exame em anos posteriores. Compôs também bancas de correção das redações da FUVEST nas décadas de 1990 e 2000. Foi consultor da Fundação Carlos Vanzolini da USP, na área de Currículo e nos programas Apoio ao Saber e Leituras do Professor da Secretaria de Educação de São Paulo. É escritor e professor Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria);  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora; no mesmo ano publicou A lenda do belo Pecopin da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela editora Mercuryo Jovem. Leciona atualmente para a Educação Básica e para o Ensino Superior privados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário