quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Indecência: ménage à trois faz em público quem pode

A foto mais indecente em muitos e por muitos anos.
Em meio ao caos instaurado pela briga entre golpistas do Senado e do STF, uma imagem levita pela internet, limpa, clara, cristalina e sem nenhum retoque necessário: a pública declaração de amor entre Sérgio Moro e Aécio Neves, ambos pairando como dois pombinhos enamorados acima de um Michel Temer com sua clássica expressão de mordomo de filme de horror.

Não é mais possível sequer para o mais descarado cabotino defender a pretensa imparcialidade desse indivíduo sem caráter incrustado no poder Judiciário, que se serve dele à luz do dia para favorecer amigos.
O humor brasileiro não deixou a relação esfriar...

Sérgio Moro nada mais é do que uma nova modalidade de político oportunista brasileiro: o embaixador dos negócios do PSDB no poder mais corrupto e corporativista do país, uma espécie de delegado dos interesses tucanos na corte de justiça, que vive o pior momento de sua história em todos os níveis, da primeira instância de Sérgio Moro ao STF de Gilmar Mendes e seus iguais.

Não é à toa o sucesso dessa imagem tem todas as redes sociais: ela é o bastidor do golpe saindo do camarim e assumindo o palco iluminado da mídia, que late enquanto o judiciário morde.

Sem dúvida, a imagem mais indecente da política brasileira em muitos e por muitos anos.


Jeosafá, professor, foi da equipe do 1o, ENEM, em 1998, e membro da banca de redação desse Exame em anos posteriores. Compôs também bancas de correção das redações da FUVEST nas décadas de 1990 e 2000. Foi consultor da Fundação Carlos Vanzolini da USP, na área de Currículo e nos programas Apoio ao Saber e Leituras do Professor da Secretaria de Educação de São Paulo na gestão José Serra. É escritor e professor Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria);  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora; no mesmo ano publicou A lenda do belo Pecopin da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela editora Mercuryo Jovem. Leciona atualmente para o a Educação Básica e para o Ensino Superior privados.








Um comentário:

  1. Nossa prezado juiz Sérgio Moro qual o seu papel na verdade vc é conhecedor da palavra de Deus?Então não nos envergonhe vc se deixa levar com palavras torpes de Aécio de Renan e o temer meu Deus o que fazer meu Deus.Ajude nos Senhor Jesus Socorro.se bem que meu socorro vem de ti meu Deus obrigado Senhor por me amar e amar a nossa nação brasileira.

    ResponderExcluir