sábado, 15 de outubro de 2016

Sérgio Moro: um anão moral com delírios de grandeza

Lula pede prisão de Moro por abuso de autoridade com provas robustas.
Agora que Lula decidiu processar Moro na ONU e também no Brasil PEDINDO INCLUSIVE SUA PRISÃO (ver Folha de São Paulo). Rasga-se o véu de bom-mocismo com que a mídia o pinta dia e noite para convencer você. Agora é Lula X Moro, vamos ver como o anão moral de Curitiba se sai no enfrentamento com a maior liderança popular da história do Brasil.

Do Senado, lobo em pele de cordeiro, saiu tosquiado...

Por enquanto você ri dos casuísmos, arbitrariedades, truculências e escárnios praticados pelo juiz de primeira instância Sérgio Moro, estranhamente convertido em mais poderoso do que o STF, o Senado e a Câmara Federal juntos. (Estadão).

Você não se pergunta de onde vem tanto poder, nem até onde esse cavalheiro, na falta de adjetivo mais apropriado, pretende chegar, contanto que ele descarregue sobre PT, Lula, Dilma e demais partidos, personalidades e movimentos de esquerda o seu ódio – que você também não sabe de onde vem, nem está preocupado neste momento em saber.

Faz bem a você vê-lo e a seus pares de ideologia ditatorial perseguir Lula, Dilma e o PT (e olha que
não sou petista).

Faz bem a você vê-lo mandar prender para investigar (esse absurdo da ditadura que a Constituição de 1988, em vigor, enterrou com sete palmos de democracia), principalmente dirigentes e militantes do PT, mas agora também do PMDB.

Faz igualmente bem a você vê-lo empurrar para debaixo do tapete com o bico de seu sapato, lustrado como espelho, as falcatruas e crimes de Eduardo Cunha, Aécio Neves, Romero Jucá, Renan Calheiros, Michel Temer, José Serra, Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin, e escândalos como os do Metrô de São Paulo, do helicóptero com quase meia tonelada de cocaína que ia dar direto no mesmo Aécio Neves; da merenda tucana em São Paulo entre muitos, muitos, muitos outros.

Você está rindo porque escolheu seu herói, ainda que seu herói seja um adepto do linchamento público, da destruição das leis do país, de suas empresas de engenharia (prontamente substituídas por norte-americanas), e de prerrogativas básicas do Estado de Direito, como a voz sagrada das urnas.

Você está rindo agora, mas em breve aquilo que esse anão moral com delírios de grandeza dissemina como um câncer em metástase na sociedade brasileira atingirá você. Sim, porque o que ele faz (sendo um péssimo juiz de primeira instância que não sabe se é delegado de polícia, promotor público ou estrela de seriado vagabundo da rede Globo) qualquer anão moral incrustado no judiciário estará autorizado a fazer, com qualquer um - e não se esqueça: eu e você somos o "qualquer um".

Sérgio Moro, um juiz que não sabe se é delegado de polícia,
promotor público ou 'public relation' da Rede Globo.
Quando sua empresa for levada à justiça, justa ou injustamente, quando seu cliente "meter você no pau", com razão ou por despeito, quando você se meter em qualquer confusão, por mais ridícula que seja; ou não, se algum desafeto seu ou um idiota que queira apenas prejudicá-lo, sendo amigo de juiz, mexer os pauzinhos do compadrio, comece a torcer para que um desses anões morais do judiciário não esteja sentado na cadeira do juiz a sua frente, pois nesse caso, na ausência de um Lula – porque esse é da alçada do anão moral de Curitiba – o Lula da vez será você. Não sei se devo parabenizá-lo pelo herói que escolheu, mas se fosse você, começaria a deitar a cabeça no travesseiro com menos tranquilidade

Bem, fique você com seu herói.  Um dos meus é esse, com quem rio de você na foto. Deixo para você pensar o vídeo abaixo, Georgia (canção adotada hoje como espécie de hino da Georgia), feita por Ray Charles, esse gigante moral que atravessa o tempo e já é lenda, como uma espécie de resposta ao racismo da elite desse estado norte-americano que, guardadas as devidas proporções, semelha-se muitíssimo à burguesia paranaense que serve de placenta a perversões como a que assistimos estarrecidos nestes dias, tipo Moro, com as quais você concorda e das quais... ri, já com um gosto e dente apodrecido na boca.

Você ri, nós, também, mas em sentido inverso.



https://amplexosdojeosafa.blogspot.com.br/2016/11/lula-x-moro-agora-as-aguas-ficaram.html


Jeosafá, professor, foi da equipe do 1o, ENEM, em 1998, e membro da banca de redação desse Exame em anos posteriores. Compôs também bancas de correção das redações da FUVEST nas décadas de 1990 e 2000. Foi consultor da Fundação Carlos Vanzolini da USP, na área de Currículo e nos programas Apoio ao Saber e Leituras do Professor da Secretaria de Educação de São Paulo na gestão José Serra. É escritor e professor Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria);  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora; no mesmo ano publicou A lenda do belo Pecopin da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela editora Mercuryo Jovem. Leciona atualmente para o a Educação Básica e para o Ensino Superior privados.













12 comentários:

  1. Respostas
    1. Moro é um autoritário megalomaníaco. É preciso desmarcará-lo todos os minutos até ele sucumbir à sua prática fascista.

      Excluir
  2. Que bom conhecê-lo!
    Muito boa reflexão e se encaixa bem ao dia de hoje

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela amizade, Kristina. Precisamos de formar uma corrente de pensamento em contracorrente do fascismo, do autoritarismo, da intolerância e do ódio que esse anão moral representa. Abs. do J.

      Excluir
  3. Ah! Vlw a dica desse virtuose da cultura estadunidense. Flw \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kristina: Quanto mais o despirmos de suas penas de tucano, mais a galinha de quintal que verdadeiramente é se revelará. Abs. do J.

      Excluir
  4. O rei está ficando nu.Parabéns por mais um texto lúcido, equilibrado e incisivo, sem apelar para a agressividade!

    ResponderExcluir
  5. É meu o comentário anterior. Apanhei um pouco para me identificar nesta plataforma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Claret: nossa luta tem de ser diária para desmontar mais esse político oportunista que se incrustou no judiciário para atacar seus adversários protegido pelo escudo da toga.

      Excluir