segunda-feira, 3 de outubro de 2016

ALCKMIN ELEITO PRESIDENTE DA REPÚBLICA com dois anos de antecedência

Alckmin esmaga Serra e Aécio e torna-se presidente da República
com dois anos de antecedência.
No dia de ontem Alckmin transferiu a seu candidato a prefeito de São Paulo a mesma votação que deu a Aécio Neves nas eleições presidenciais de 2014. Ao vencer o pleito em primeiro turno, esmagou não apenas a esquerda, mas no PSDB destruiu como um trator tanto candidatura José Serra quanto a do mesmo Aécio.

Ao impor a candidatura Dória à prefeitura de São Paulo, Alckmin promoveu um racha no PSDB que resultou na debandada de tucanos históricos para a candidatura Marta, que ficou relegada a um desonroso quarto lugar. Com isso, no PSDB foram enterradas as pretensões de Serra de ser o virtual candidato tucano ao planalto em 2018.

Porém, com a forma da vitória alcançada ontem, também Aécio foi completamente destruído, restando a Alckmin resolver o problema de o mineiro ser presidente nacional da sigla - algo não muito difícil de resolver, pois o governador paulista faz um PSDB esfrangalhado ressurgir das cinzas (o próprio FHC admitiu dias atrás que o partido caminhava para a morte).

O que os paulistanos fizeram ontem foi eleger não o prefeito da cidade, mas passar o recibo do golpe de Estado dado contra Dilma este ano e eleger  o presidente da República mais conservador de nossa história com dois anos de antecedência. Resta saber se os demais brasileiros estão preparados para o receituário truculento que virá.

LEIA TAMBÉM


Jeosafá é escritor e professor doutor em Letras pela Universidade de São Paulo. Autor de mais de 50 títulos por diversas editoras, lançou em 2013 O jovem Mandela (Editora Nova Alexandria),  em maio de 2015, nos 90 anos de Malcolm X, O jovem Malcolm X, pela mesma editora, e no mesmo ano A lenda do belo Pecopin da bela Bauldour, tradução do francês e adaptação para HQ do clássico de Victor Hugo, pela Mercuryo Jovem. Leciona para a Educação Básica e para o Ensino Superior privados de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário