sexta-feira, 20 de abril de 2012

Um poema antigo

Interrompo a sequência de textos sobre literatura que têm lugar neste blog para apresentar ao leitor um poema cometido pelo poeta Cíbio Bote, nos idos dos anos 90, e publicado pela editora Plêiade em Dois poetas Paulistanos, no ano de 2007. Como em minha série de romances Era uma vez no meu bairro a questão da geografia é importante, essa rosa dos ventos estranha me diz muito respeito. Divirtam-se com os versos possíves de serem formados a partir de leitura em sentidos horário, anti-horário, em cruz, em linha, em espiral etc.



Nenhum comentário:

Postar um comentário